domingo, 22 de janeiro de 2017

#29 -O Grande Desfile (1925)

Título: The Big Parade
Duração: 151 minutos
Dirigido por: King Vidor
Escrito por: Harry Behn
Produzido por: Irving Thalberg
Estrelado por: John Gilbert, Renée Adorée, Karl Dane, Tom O'Brien, Hobart Bosworth, Claire McDowell, Claire Adams
IMDB: 8,3
Rotten Tomatoes: 100%


     O primeiro filme de King Vidor da lista nos apresenta uma brilhante mistura de romance com uma forte mensagem anti-guerra. O filme brilha ao ir pouco a pouco criando um sentimento agradável, um clima de camaradagem e amor, com uma paisagem bonita, um romance meloso, amigos engraçados...e então chega a guerra. E a guerra quebra tudo.
     No inicio do filme somos apresentados a James Apperson, um rico e mimado jovem que é pego de surpresa com o inicio da 1° Guerra Mundial. Acusado pelo pai de ser um inútil, James se alista no exército.
     Já na França, em uma pequena vila, James se enturma com os outros soldados, principalmente Slim e Bull. O jovem soldado também conhece Melisande, uma francesa. Os dois se apaixonam e logo inicia um romance, com uma clara dificuldade: um não entende uma palavra do que o outro diz. E enquanto vemos aquele fofinho romance, feito a partir de gestos e um pequeno dicionário inglês-francês, vamos vendo James e seus amigos ficarem mais próximos, e então... chega a mensagem chamando as tropas para o front.
     A cena em que Melisande corre por entre os caminhões partindo para a guerra em busca de James é linda. Quando os dois se encontram o beijo deles nos transmite a, mensagem de que tudo vai dar certo, uma mensagem infelizmente falsa.
     Este filme não tenta glorificar a guerra ou algo assim. Este filme mostra a guerra como ela, cheia de mortes e despertando o pior do ser humano, trazendo apenas consequência horríveis. As cenas de batalha são fortes e marcantes. As mortes que vemos ali doem ainda mais porque durante mais de meio filme acompanhamos a crescente amizade deles. Mas pensamos conosco: "pelo menos o nosso herói está bem, logo ele voltará para Melisande".
     Avisando que a partir daqui irei falar em spoilers do fim do filme. Enquanto James se recupera dos ferimentos da batalha ele descobre que a vila de Melisande foi atacada e todos os seus moradores evacuados. Ele sai gritando e buscando por sua amada, sem qualquer sucesso. Sua única alternativa é voltar para a casa. Mas nem tudo acabou ainda. Quando ele chega na casa, com a mãe a ansiosamente lhe esperar, e a câmera vai lentamente mostrando todo ele até nós descobrirmos que lhe falta uma perna. Eu poderia dizer que temos o mesmo sentimento que a mãe dele tem ao ver aquilo. (O filme porém não acaba triste, a última cena aquece nossos corações e quase nos traz lágrimas).

NOTA: 9,5/10.

CURIOSIDADES:

O filme mudo mais lucrativo de todos os tempos, tendo arrecadado 22 milhões de dólares.

Apenas no Teatro Astor, um dos mais famosos da Broadway, o filme arrecadou 1,5 milhões de dólares. Isto foi 6x o preço de toda a produção (245 mil dólares).

Foi a primeira vez que a palavra "Damn" foi usada em um filme.

Ironicamente o filme que mais mostrou a morte de jovens nesta época teve uma grande parte de seu elenco e produção morrendo jovem. John Gilbert morreu aos 38 e Renée Adorée aos 35. O lendário Irving Thalberg morreu aos 37.

CITAÇÕES:

"Orders! Orders! Who the hell is fighting this war - men or orders?"

"Slim, can't you just try to say... good-bye? They got him! They got him! GOD DAMN THEIR SOULS! "

"-C'est vous qui m'a fait rire, n'est ce pas?
-I don't understand a word you say... but I know what you mean. "

"Am I dead yet? "

"There's a girl in France... "

PRÓXIMO: Metrópolis...o primeiro e clássico filme de ficção cientifica de Fritz Lang.

Nenhum comentário:

Postar um comentário